Projetos de Ciclofaixas

Dois projetos de ciclofaixa no Rio de Janeiro mostram como  as intervenções no espaço público podem resolver questões aparentemente complicadas de uma maneira eficiente.

Barão de Mesquita

O projeto da rota cicloviária Barão de Mesquita, na região da Tijuca, permitirá estruturar as demais rotas cicloviárias da região, proporcionando dotar a região de uma malha cicloviária – demanda recorrente de diversos usuários do modal bicicleta na cidade.

O trabalho é desenvolvido em conjunto pela Ong Transporte Ativo, o Instituto Municipal de Urbanismo Pereira Passos IPP, a Secretaria Municipal de Transportes-SMTR e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente do Rio de Janeiro.

Rua Major Ávila

A Rua Major Ávila, na capital carioca, apresentava uma situação de caixa de rolamento excessivamente larga, com duas faixas para veículos e vagas perpendiculares à calçada, totalizando doze metros de largura. Para implantar a infraestrutura cicloviária, a condição de permitir o estacionamento ao longo da rua não deveria e nem precisou ser alterada. A única mudança ocorreu com o o número de vagas, que foi reduzido ao torná-las paralelas à calçada, ocupando, assim, somente três metros de largura.

Com essa alteração no perfil da rua foi possível inserir uma faixa de ciclovia com mão dupla entre as vagas e a calçada, garantindo mais segurança para o ciclista.

Antes

Rua de mão única com duas faixas e estacionamento perpendicular.

 

Depois

Rua de mão única com duas faixas para carros, estacionamento de carros paralelo e ciclovia de mão dupla. A ciclovia foi posicionada segregada das faixas, tendo o estacionamento sido posicionado entre as duas.

 

 

Downloads

Projeto Ciclofaixa Barão de Mesquita
Projeto Ciclofaixa Rua Major Ávila