Projeto Técnico: Calçadas Acessíveis

AF_CALÇADAS_capaAs calçadas são naturalmente espaços democráticos e de convívio entre as pessoas, mas a grande maioria se encontra em situação de precariedade.

Para se tornarem acessíveis, as calçadas devem atender às normas que regulam sua construção e manutenção, de modo a garantir acessibilidade, permeabilidade do solo, implantação de mobiliário urbano e de equipamentos de forma adequada.

Além disso é necessário observar as características dos pisos e materiais de revestimento, inclinações, desníveis, dimensões e padronização de mobiliários e elementos urbanos.

Nesta publicação, disponível para download logo abaixo, reunimos informações técnicas para auxiliar no projeto de calçadas acessíveis, além de diretrizes com relação à execução, tais como composição de custo e passo-a-passo para utilização de materiais apropriados para as calçadas.

Download

Projeto Técnico: Calçadas Acessíveis – versão para impressão

Projeto Técnico: Calçadas Acessíveis – versão web

A promoção do convívio e da circulação das pessoas exige a qualificação dos espaços públicos, sobretudo as calçadas, de forma que se tornem acessíveis e agradáveis. Sua função é possibilitar às pessoas de diferentes idades e condições físicas uma circulação segura pelas ruas da cidade.

Segundo o Código Brasileiro de Trânsito, a calçada é parte da via, normalmente segregada e em nível diferente, não destinada à circulação de veículos, reservada ao trânsito de pedestres e, quando possível, à implantação de mobiliário, sinalização, vegetação e outros fins.