Parceria quer neutralizar emissões de carbono de táxis

Uma parceria do Idesam (Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas) com o aplicativo 99Taxis visa neutralizar as emissões de gás carbônico (CO2, um dos principais gases que causam o efeito estufa – e o aquecimento global) de algumas corridas de táxi. O experimento começa em outubro, no Rio de Janeiro.

Funciona assim: ao final de cada corrida de táxi feita pelo aplicativo 99Taxis será acrescentado o valor de 6 centavos por quilômetro rodado, repassados ao Idesam para o plantio de árvores na Amazônia, por meio do programa Carbono Neutro. Por enquanto, o serviço só estará disponível para as empresas que usam o aplicativo para o deslocamento de seus funcionários. Mas a ideia é ampliar a oferta para os demais usuários.

Mapa mostra área onde serão plantadas as árvores do programa

Mapa mostra área onde serão plantadas as árvores do programa

“Essas parcerias são essenciais para mostrar que atividades rotineiras podem contribuir para soluções”, diz Flávio Cremonesi, gerente do programa Carbono Neutro do Idesam. A ideia surgiu a partir de uma conversa com um taxista no Rio de Janeiro, que gostaria de saber como poderia neutralizar suas emissões de carbono – e ter um selo de amigo do meio ambiente em seu carro.

O Idesam vai se responsabilizar pelo plantio e manutenção das mudas, todas de espécies nativas da Amazônia, que serão plantadas na reserva de Uatumã, onde o instituto já realiza essa atividade. Por meio do programa Carbono Neutro, o instituto calcula quantas árvores são necessárias para neutralizar emissões de atividades e projetos de pessoas físicas e empresas. Entre 2010 e 2014, foram plantadas 7.403 árvores, em uma área de 88.836m².

da Envolverde / Observatório do Clima